Já repeti mil vezes, olhando no espelho, que te esqueceria
Que não admitiria mais ser enganado por você
Tento manter distância, mas essa saudade sempre me alcança
Trazem lembranças repentinas de você

Usa suas armas pra me ganhar, me provocar
E eu não consigo me controlar, não vou negar

No calar da noite, ela sempre chega sem avisar
Me prende de um jeito que não tem jeito de escapar
No calar da noite, ela sempre chega sem avisar
Me prende de um jeito que não tem jeito de escapar

Usa suas armas pra me ganhar, me provocar
E eu não consigo me controlar, não vou negar

No calar da noite, ela sempre chega sem avisar
Me prende de um jeito que não tem jeito de escapar
No calar da noite, ela sempre chega sem avisar
Me prende de um jeito que não tem jeito de escapar

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct