Photo of the artist PrimeiraMente

Olho Gordo (part. Diomedes Chinaski & Poema Liricista)

PrimeiraMente


[Diomedes Chinaski]
Han
Eles querem conquistar o que eu conquistei
Sem percorrer essa selva sinistra onde fui
Querem passar sem passar pelo que eu passei
Olho gordo não enxerga a luz
Eles querem conquistar o que eu conquistei
Sem percorrer essa selva sinistra onde fui
Querem passar sem passar pelo que eu passei (o aprendiz, baby)
Olho gordo não enxerga a luz

Chega de mais inimigos e mais paranóias
E existe quem pensa que são só meninas e joias
Além de stories, preciso fazer minha história
Querem baixar autoestima
Não sabem que quem ri primeiro é quem chora
Minha mente é uma pérola azul
Eu vim em busca da cédula azul
Não tô traindo o Nordeste porque to extraindo dinheiro no Sul
Nunca julgue a caminhada maldita
Se você não sabe nada da fita
Só pra isso cê milita
Vossa mente me limita
(Vossa mente me limita)

[Poema Liricista]
É massa quando nego subestima
Não entendem do que eu falo, desconhecem a obra prima
Anos manobrando rimas
Difícil não virar fã depois de ouvir o Liricista
É que essa porra é minha sina
Reunião com os melhores, meu nome tá na lista
To em busca das conquista
Vim pular na carne seca e humilhar todos racista
Só pra quem desacredita
Minha lírica é assassina, eu virei especialista
Falta joia e as mina
Mas minha mente vale mais que essas merda que cê acredita
Por enquanto eu to aqui na contramão
Vivendo pela graça, morrendo sem razão
Um divisor de águas, formador de opinião
Quando o mundo me entender serão dias de evolução

[Diomedes Chinaski & Leal]
Eles querem conquistar o que eu conquistei
Sem percorrer essa selva sinistra onde fui
Querem passar sem passar pelo que eu passei
Olho gordo não enxerga a luz
Eles querem conquistar o que eu conquistei
Sem percorrer essa selva sinistra onde fui
Querem passar sem passar pelo que eu passei
(PrimeiraMente, PrimeiraMente)
Olho gordo não enxerga a luz

[Leal]
Han
São dias e lutas, e dias de glória
Eu piso nos calo, cavalo de tróia
Cuidado, ó os fardado grudando lá fora
E se cê moscar, por um minuto
Liberdade provisória
Eu vejo luta, eu vejo game, eu vejo a vida
Com feridas estampadas na face
Eu vejo as crema, eu vejo o crime na avenida
As vezes seria pior se eu ficasse
Moscando, olhando enquanto tudo passa
E, ou, a vida vira um impasse
Ó quase que, eu me perdi com esses louco
Vivendo a vida e vendo a vida como um jogo
Pedro Álvares, meu Pau Brasil
Fez sangrar os índio
Trocou natureza por fuzil
Não aplaudo o homícidio
Graças a Deus minha fé não é católica
Ou evangélica, ou outra coisa cômica
Alimentada numa história simbólica
Hoje com o efeito de uma bomba atômica
Se eu fosse igual eles, eu tava perdido
Acreditar na TV, abraçar o inimigo
Fodido e sem chance
Fora do alcance de uma melhoria de vida
Amigo do cão
Se tudo tem lá, são corpos e almas perdidas

[Diomedes Chinaski]
Já não dá mais pra esconder
Tem mentiras na TV
Tem coronéis no poder
Filha da puta, fascista, nazista, querendo nos retroceder
Quinhentos anos toca a mesma música
Meu Deus, muda esse CD
Sangue no Norte, sangue no Sul
Sangue escorrendo em qualquer DDD

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct