Cartas de Guerra

Pública


Cai um irmão do meu lado
Sonho guardado
Pintado de sangue por mãos de outro homem
Que matou e morre
Que cumpram-se as ordens
Marchamos calados com pose de nobres

Tempo irmão, seja bom, traga o amor e a fé

Volta pra casa que é hora do filho que chora
Escreve essa carta pedindo tua volta
Que a terra é passado, dos sonhos guardados
Transformam os homens em sangue e anjos

Tempo irmão, seja bom, traga o amor e a fé
Tempo irmão, seja bom, traga o amor e a fé
E a fé, e a fé

Quando à noite eu fico só
Que saudade de você
Me leva pelas tuas mãos
Falta um tempo ainda eu sei
São ruas que eu caminhei
Sombras que eu deixei pra trás
E vale a imaginação
Será justo meu final?
Quando a noite vira sol
A saudade de você
Se perde pelas minhas mãos
Falta tanto tempo
Tempo tanto tempo ainda

Tempo irmão, seja bom, traga o amor e a fé
Tempo irmão, seja bom, traga o amor e a fé

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct