Faça login para habilitar sua assinatura e dê adeus aos anúncios

Fazer login
vistas 6.406

Perdoa, por eu ter te escolhido
Para ser pra sempre a minha companhia
Perdoa por eu ter acreditado neste sonho todo dia
Perdoa por eu ter te perdoado
Na hora que devia te esquecer
Perdoa por eu ter me preparado e me guardado pra você

Eu te solto, eu não te prendo
Eu te livro faz o que é preciso
Eu não posso, eu não quero
Te obrigar a me querer na tua vida
Desenganos, vem, acontecem
Desenganos vão, desaparecem
Eu não posso, eu não vou forçar
A barra pra você gostar de mim

Quem sabe amanhã talvez, quem sabe
O tempo coloca tudo no seu lugar
Se vou te esperar ou não, quem sabe
Aquilo que tem que ser será

Eu te solto, eu não te prendo
Eu te livro faz o que é preciso
Eu não posso, eu não quero
Te obrigar a me querer na tua vida
Desenganos, vem, acontecem
Desenganos vão, desaparecem
Eu não posso, eu não vou forçar
A barra pra você gostar de mim

Quem sabe amanhã talvez, quem sabe
O tempo coloca tudo no seu lugar
Se vou te esperar ou não, quem sabe
Aquilo que tem que ser será

Agregar a la playlist Tamaño Cifrado Imprimir Corregir
Compuesta por: Peninha / Arnaldo Saccomani. ¿Los datos están equivocados? Avísanos.
Enviada por Fabiano y traducida por LUCRAK. Subtitulado por Júnior. Revisiones por 2 personas . ¿Viste algún error? Envíanos una revisión.

Comentários

Envie dúvidas, explicações e curiosidades sobre a letra

0 / 500

Faça parte  dessa comunidade 

Tire dúvidas sobre idiomas, interaja com outros fãs de Raça Negra e vá além da letra da música.

Conheça o Letras Academy

Enviar para a central de dúvidas?

Dúvidas enviadas podem receber respostas de professores e alunos da plataforma.

Fixe este conteúdo com a aula:

0 / 500

Posts relacionados Ver más en el blog


Opções de seleção