views 259

Mestre! A morte chegou
E o meu filho levou, não sei o que fazer
Mestre! A notícia abalou
O coração se calou, então só eu fiquei.

E a multidão consolava, aquela pobre mulher
Mas por ali passava, o homem de nazaré
Deteve aquela multidão, e o povo estremeceu
Jesus estendeu sua mão, e o morto reviveu

Pra glória de Deus, a multidão abalou, abalou, abalou
A multidão abalou, abalou, abalou, abalou

Quando ele chega o lugar estremece
Quando ele manda até morto obedece
Quando ele fala qualquer um se cala pra lhe escutar
Quando ele fala, falou tá falado
Ama o pecador mas detesta o pecado
Está na igreja, venceu a peleja, é leão de judá

Vou erguer a bandeira da vitória e cantar

O fogo pega no pavio que fumega, quanto mais o fogo pega, mais tem fogo pra pegar