A Mulher Imoral É Uma Vergonha

Sotaque Bacana


O homem que dormir com a mulher de outro, não ficara sem castigo
Ele está correndo muitos perigos
O homem que comete adultério não tem juízo
O seu corpo está sendo, destruído
Os tolos não têm nada por que gastar tudo que ganha
A mulher imoral é uma vergonha

Uma vez estava olhando pela janela da minha casa
E Vir vários rapazes sem experiência em nada
Mas notei que um deles, era mesmo sem juízo
Esse rapaz estava andando pelas ruas e pelas esquinas perdido

Onde morava uma certa mulher bela
Ele passava perto da casa dela
E ao anoitecer quando já estava escuro
Acontece que essa mulher falou pra ele um monte de absurdo

Ela estava vestida como uma prostituta cheia de malicia
Que anda esperando alguns nas esquinas
Ela chegou perto do rapaz o abraçou e o beijou
E com olhar atrevido assim falou

Pague hoje os meus votos que a carne de ofertas de paz esta comigo
Já forrei a minha cama com lençóis de linho colorido do Egito
Venha vamos amar a noite toda agora
Meu marido não está em casa foi fazer uma viagem pra mora

Ela o atentou com seus encantos e ele caiu na sua conversa
Como o boi que vai para um matadouro, ou um animal que corre para esparrela
Onde uma flecha atravessará o seu coração
Era com um pássaro que entra no alçapão

Sem saber, que a sua vida está em perigo
Vai morrer por falta de juízo

Escute meu filho, preste atenção
Não deixe que uma mulher com essa, ganhe o seu coração

Não ande atrás dela, muitos homens já morreram por causa dela
Ela está caminhando por mundo dos mortos
Para o abismo onde estão os mortos

Ela não anda no caminho da vida
O sofrimento e a amargura é a sua bebida
E o ciúme faz o marido ficar furioso
E ele quer ver você, é morto
Não adianta pagar nem uma riqueza, ao homem furioso

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct