Lua,
rouba meus ares
pra iluminares,
mais que o neon,

ruas,
bares e lares
onde roubares
é um gesto bom...

Frias
noites vazias
sem harmonia
fora do tom

Dias
Em que eu perdia
tua companhia
pelo Leblon

Medo de ser vencida
você se viu traída
Levou no ventre a vida...
Minha voz ja se esvaia

quando veio a poesia,
me trouxe onde eu queria
pra afogar tua agonnia;
tentar todas as

vias
pra volta tua,
pra casa tua,
pros dedos meus

Sua,
toda água é tua,
grávida e nua
graças a Deus

Dama
me ama, me mama,
me une na cama
ao feto meu

Musa,
lambe, lambusa,
me usa, me abusa...
Sou filho teu

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct