Poucos são os idiotas com suas caras de bosta
Que vivem o tempo inteiro ratiando , é só vacilação
Temos que dar nome aos bois
Pois os que sofrem mesmo são aqueles que não têm grana pra comprar arroz

Chegando em casa é um martírio
Filho chora de fome, sem moeda pra cachaça, nem pro leite ninho
É louco o vício totalmente enraizado,
Camufla o sentimento pra sentir dor depois

Por que pinga é mais barato, que um quilo de arroz?
Por que pinga dá barato, dá barato, é mais barato que um kilo de arroz?
Por que pinga dá barato, dá barato, é mais barato que um saco de arroz?

Quem sempre abusa e usa, nem pensa que a vida muda
E vive o tempo inteiro encostado em algum lugar
Sonhando com um terreninho,
Ali, um lugarzinho que a mãe dele disse um dia que iria herdar

Com esse conceito irredutível,
Viver no lixo as vezes é a saída mais lógica
É louco o vício totalmente enraizado,
Camufla o sentimento pra sentir dor depois.

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct