Tô de saco cheio, mas eu amo as consequências
Você só me usa pros momentos de carência
Tá vivendo de aparência e quem apaga as suas ocorrências
Sou eu

Que sai na madrugada e te resgata na balada
Que beija a sua boca com gosto de álcool
É fogo
E olha eu aqui de novo

A minha sorte é que meu corpo tem um ímã
É só ligar que um minuto tá em cima
Essa sua boca não ajuda
A gente tenta não se ver, mas não desgruda
Mas não desgruda

A minha sorte é que meu corpo tem um ímã
É só ligar que um minuto tá em cima
Essa sua boca não ajuda
A gente tenta não se ver, mas não desgruda
Mas não desgruda

Tô de saco cheio, mas eu amo as consequências
Você só me usa pros momentos de carência
Tá vivendo de aparência e quem apaga as suas ocorrências
Sou eu

Que sai na madrugada e te resgata na balada
Que beija a sua boca com gosto de álcool
É fogo
E olha eu aqui de novo

A minha sorte é que meu corpo tem um ímã
É só ligar que um minuto tá em cima
Essa sua boca não ajuda
A gente tenta não se ver, mas não desgruda
Mas não desgruda

A minha sorte é que meu corpo tem um ímã
É só ligar que um minuto tá em cima
Essa sua boca não ajuda
A gente tenta não se ver, mas não desgruda
Mas não desgruda

A minha sorte é que meu corpo tem um ímã
É só ligar que um minuto tá em cima
Essa sua boca não ajuda
A gente tenta não se ver, mas não desgruda
Mas não desgruda

A minha sorte é que meu corpo tem um ímã
É só ligar que um minuto tá em cima
E essa sua boca não ajuda
A gente tenta não se ver, mas não desgruda
Mas não desgruda, não desgruda

Mas não desgruda!

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct
Written by: Django / Kleber Paraíba / Leo Targino / Rob Tavares · This isn't the songwriter? Let us know.
Sent by ernel, Subtitled by Madelene
Did you see an error in the lyrics? Send us your correction.