Carcará
Lá no sertão
É um bicho que avoa que nem avião
É um pássaro malvado
Tem o bico volteado que nem gavião

Carcará
Quando vê roça queimada
Sai voando e cantando,

Carcará
Vai fazer sua caçada
Carcará
Come inté cobra queimada

Mas quando chega o tempo da invernada
O sertão não tem mais roça queimada
Carcará mesmo assim num passa fome
Os burrego que nasce na baixada

Carcará
Pega, mata e come
Carcará
Mais coragem do que homem
Carcará
Num vai morrer de fome
Carcará
Pega, mata e come

Carcará é malvado, é valentão
É a águia de lá do meu sertão
Os burrego novinho num pode andar
Ele puxa o umbigo inté matar

Carcará
Pega, mata e come
Carcará
Mais coragem do que homem
Carcará
Num vai morrer de fome
Carcará
Pega, mata e come

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct
Written by: João do Valle / Jose Cândido. Isn't this right? Let us know.