[Peu]
Pico de reviravolta, vai e volta
Minha revolta na escolta
Tudo denso a minha volta
Falsidade bate e volta
Erros não terão mais volta

Muitos sem força pra lutar
Muitos sem foco na busca
Se tu não sabe o que buscar
Cuidado pra não se frustrar

Mais forte que nunca
Mais bem preparado que nunca
Não tome sinuca
Não caia nessa cilada
Cuidado com a arapuca

Quantos estão vendo
Minha firma crescendo
Muitos vão fingir que não tão vendo
Que tá acontecendo
Dando vida aos sonhos
Que aos poucos estava morrendo
Olhe seu reflexo no espelho
Sua pernas tremendo

A vida testando os limites
O mundo impondo suas regras
Não aplaudem seu levantar
Mas são os primeiros que apontam suas quedas

Aceita um conselho? Não aceite conselhos
Se olhe no espelho, se ponha em primeiro
A vida é tipo um filme onde o processo seletivo
De quem tá dentro do elenco pode foder o roteiro

Fazemos parte desse jogo
Vagamos nesse vale entre certos e errados
Dentro desse joga da forca
Quantos acertaram as palavras e morreram enforcados?
Então foca no lance, menor foco no lance
Se essa porra envolve dinheiro é uma coisa certa
Quem tem mais grana de fato sempre terá mais chances

Som do coração batendo como um martelo abafado num pano
Quem deu a vida ao progresso do time tá junto colhendo o que plantamos
Olho por olho, dente por dente, linha por linha
Veremos quem é quem
Jamais dê as costas
Eles falam tanto de Deus
E mantam dizendo amém

Querem me ver
Afogado em meu sangue
Só que eu já nasci pronto
Então não vou sucumbir

[Duzz]
É que eu sempre demonstrei esse meu lado meio abutre
Fascinado em podridão, me destaquei por assumir quanto sou podre
E acho estranho que isso seja um motivo pra destaque

Pior que deve ser, num covil onde as covas mostram ouro
Ostentam glamour, eu vejo mesmo que o ego é coisa do ser humano
E eu já avisei para o planeta que eu sou de outro plano

Porra!

Rimando até depois que eu morra
Foda que eu já morri faz tempo
Meu condor dentro da minha carcaça
Se alimentando da carniça que existe aqui dentro

Eu corro do tempo, ou contra o tempo
Enquanto dizem que sou a frente do tempo
Na real eu quero que se foda o tempo
É ele quem constrói a dor de cada momento

E se eu falar que eu quero grana?
Se eu rimar sobre meu kit, se eu lançar meu skr?
Cadê a porra do problema?
Sou dono da caneta, eu que mando aqui

Deixa eu falar sobre o amor
Ou dos problemas que essa merda sempre trouxe
A amargura que ainda existe no meu peito
Que sempre some no raiar de um beijo doce

Veremos quem é quem
Veremos quem é quem
Eles falam tanto de Deus
E matam dizendo amém

Lennon frassetti
Eu falo também, mas de um forma diferente
Crendo que é o único
Onipotente, onipresente, onisciente
Que de nossos olhos possam cair as vendas

Deus nao é homem pra que minta
Nem filho do homem, pra que se arrependa

Entre o inferno e o céu
O planeta terra é a alfândega
Onde tentam travar teus sonhos
Os meus também
Nao vou negar
Maratonista como vanderlei, só que dessa vez
Nao vao pegar
Muita fé em cristo, filho do Deus vivo
Alfa e ômega!

Sera que um dia vamos ver um mundo melhor?
Somos todos iguais, ninguem é pior
Filhos da dificuldade
Tempos de guerra, em busca da paz, na terra

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct