views 13

Praga


Os rios estão vermelhos de sangue
E os corpos bóiam correnteza abaixo.

Carne humana jogada na calçada
Essa cidade já foi desinfectada.

Chegou a hora do apocalipse.
Em forma de guerra.
Os bravos guerreiros serão os primeiros
A encarar seus piores pesadelos.

A morte e as trevas caíram avassaladoramente
Sobre quem ousar desafiar o poder supremo da ganância.

E não pense que sua vez não vai chegar
Mulheres e crianças as bombas não vão poupar.

Seu Deus profetizou o próprio fracasso
No último livro contou que não ia nos salvar.
Então levante-se e pare de rezar.
Então levante-se e pare de rezar.
Lute se despeça ou enlouqueça.

A matança já recomeçou ouço de longe os gritos de horror.
Eles destroçam seu crânio sem piedade ou cortam seu corpo pela metade.
A matança já recomeçou ouço de longe os gritos de horror.
Eles destroçam seu crânio sem piedade ou cortam seu corpo pela metade.

Cavamos nossa própria cova, com pás forjadas de egoísmo.
Estamos nos suicidando, e a Terra se livrara dessa Maldita Praga.

E as cinzas caem como neve.

E a Terra se livrara dessa maldita praga.
Somos uma maldita praga.
Uma maldita Praga.

Submit Translation Add to playlist Size Tab Print Correct