views 30

Quando Era Moço

Vaia


Quando era moço eu não negava
O que fazia mas inventava

E fui assim sem lhe dizer
O que importa aqui é você
Quem é parte aqui é você
Nesse degrau somos iguais
O que há em Marte pouco me importa
Ser teatral não cabe mais
Denunciar-te é o que me acorda

Minha cidade não é mais a mesma
Está mais viva, ta mais acesa
Na avenida tenho retorno
Os alquimistas somos uns tolos

E fui assim...

Em cada esquina você encontra
Notícias minhas toda semana
Quem te queria fez pouco caso
Era tão culto, hoje, iletrado

E fui assim...

Submit Translation Add to playlist Size Tab Print Correct