Ela foi a rainha da nossa canção
Ao se abrir os portais de um salão
Ela entrava elegante e fina
Ela foi a senhora quem se beija a mão
Mas se via em seu coração a meiga
Presença de menina

Ela foi a mulher que cantava por nós
Era feito um cristal, sua voz
Numa garganta de ouro e de platina
Ela foi uma artista que se enluarou
A cantora que o povo já amou
A magnifica a divina

Ela foi, todos sabem de cor
A mulata maior quando o samba abria
A cortina
Ela foi até no carnaval folião sem igual
No bola preta a nossa colombina
Ela foi cantadeira do amor
Foi a luz esplendor que do céu ainda ilumina

Ela foi cantadeira do amor
Foi a luz esplendor que do céu ainda ilumina

Ela foi a rainha da nossa canção
Ao se abrir os portais de um salão
Ela entrava elegante e fina
Ela foi a senhora quem se beija a mão
Mas se via em seu coração a meiga
Presença de menina

Ela foi a mulher que cantava por nós
Era feito um cristal, sua voz
Numa garganta de ouro e de platina
Ela foi uma artista que se enluarou
A cantora que o povo já amou
A magnifica a divina

Ela foi, todos sabem de cor
A mulata maior quando o samba abria
A cortina
Ela foi até no carnaval folião sem igual
No bola preta a nossa colombina
Ela foi cantadeira do amor
Foi a luz esplendor que do céu ainda ilumina

Ela foi cantadeira do amor
Foi a luz esplendor que do céu ainda ilumina.

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct