Encarando a mocidade que ficou pra trás
A vida é uma saudade que não volta mais
É o cheiro de uma flor
Que o vento dispersou
No ar

Todo mundo só procura o que não é fugaz
Mas nada dura mais do que é capaz
Depois do dia, a noite cai
E a noite também vai passar

Tudo é muito breve
É um sopro leve
A vida da gente
É a estrela cadente
De raro esplendor
É um relance, um poema, um romance
Um instante
De amor

A vida da gente
É a estrela cadente
De raro esplendor
É um relance, um poema, um romance
Um instante
De amor

Já que é muito curto o tempo
E tudo se desfaz
Melhor cada momento
É ter prazer demais
Pra se morrer
Em paz

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct
Written by: Paulo César Pinheiro / Yamandú Costa. Isn't this right? Let us know.