Foi lá que eu nasci e me batizei
Lá aprendi, me diplomei Salgueiro
Foi lá que eu nasci e me batizei
Lá aprendi, me diplomei Salgueiro

Na fé do meu padrinho São Sebastião
Que cura minha alma e põe meu corpo são
Pego a viola que alegria
E me faço rei nesta folia (noite e dia)

Abençalgueiro Deus te abençoe
És incomparável ne perdoe
Lá na subida da minha vida
Um belo dia um novo sol raiou

Branco e vermelho jogo de espelhos
Onde minha poesia se deslumbrou
Academia que me arrepia
Meu primeiro verso meu primeiro amor
Academia que me arrepia
Meu primeiro verso meu primeiro amor

Foi lá que eu nasci e la se encerra
O bem maior que Deus botou na terra

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct