Se a saudade chamar
Eu não vou responder
Sei que ela vai me encontrar
Nesse bar e beber

Vai comigo se embriagar
Vai me fazer chorar
Ao lembrar minha solidão
Vai me deixar no ar
Vai brincar com meu coração
Mas eu não vou deixar
Eu sei como é cruel a dor de uma paixão

Quando, a saudade chamar
É melhor responder
Eu, não sei como evitar
O que restou de você

Vem o silêncio da noite
Dói mais que surra de açoite
Um adeus sem razão
Um amor sem perdão, enlouquece

Juntos na mesa de um bar
Eu e a solidão, anoitece
Vivendo, sofrendo, bebendo, chorando
Nem sempre a gente esquece

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct
Written by: Adalto Magalha / Almir Guineto. Isn't this right? Let us know.