Ai que vontade de voltar ao Rio antigo
Rio amigo de tantos carnavais
Me lembro o corso, na avenida iluminada
Tinha gente na calçada vendo os blocos a passar
Lança-perfume ia cheirando nas mulatas
Preto e branco misturados
Era um carnaval de cor
E o meu povo mais alegre e mais contente
E de repente
Meu Rio era a capital do amor

Toda a cidade cantando
E nas escolas de samba
A minha vida brincando
E o morro alegre no ritmo quente
Invadia a cidade
E assim meu carnaval virou saudade

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct