Vem ver
O verde das matas
A beleza das cascatas
As águas do rio-mar
Vem ver
O gingar dos coqueirais
O labor nos seringais
A magia do luar
Vem ver
Os galhos da ingazeira
Os capões na capoeira
A festa que é o nascer do sol
Vem ver
O cismar do boiadeiro
O batuque de terreiro
Um pedaço de arrebol
Vem ver
Ah! O caboclo que é bravo
Que é onça e é um desacato
O pai-de-santo que reza quebranto
Que cura de fato
O jangadeiro que vive
E que morre nas ondas do mar
O garimpeiro que gasta os rios sem nada encontrar
A menina que brinca de roda e de amarelinha
A fita branca que prende o cabelo de rozinha
O homem que passa que bebe cachaça por quem não lhe quer
A viola que geme
Saudade, saudade da mesma mulher
Oi vem ver, vem ver, vem ver
Que é pra se ver

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct