views 9

De tanto beber e cheguei a transar, com a cabrita
Bééééé...
Ela gemia e berrava, tão cheia de vida,
Bééééé...
Minha mulher descobriu, eu disse meu bem, me perdoa,
Mas no outro dia eu bebi outra vez, e transei com a leitoa,

Ah, uma cabra, eu olhei pra uma cabra,
Bééééé...
Foi aquele absurdo,
Ela gemeu e me deu um coice,
E eu cai de bruço, de bruço

Naquele momento em que eu cai, apareceu
Um maldito jumento que vei por tras, e comeu eu,
Eu sei que o culpado de beber de mais, sou eu
Mas quando o efeito da pinga passou..hum...
Doeu.

Ai como doi !

Submit Translation Add to playlist Size Tab Print Correct