Alô, alô, todas as favelas do meu Brasil
Esse pagode é o lamento da comunidade do Morro do Juramento

Ah, meu bom juiz
Não bata este martelo, nem dê a sentença
Antes de ouvir o que o meu samba diz
Pois este homem não é tão ruim quanto o senhor pensa

Vou provar que lá no morro
Ele é rei
Coroado pela gente
É que eu mergulhei na fantasia e sonhei, doutor
Com o reinado diferente

É, mas não se pode na vida, eu sei
Sim, ser um líder permanente
O homem é gente
Mas, não se pode na vida, eu sei
Sim, ser um líder permanente

Meu bom doutor
O morro é pobre e a pobreza
Não é vista com franqueza
Nos olhos desse pessoal intelectual

Mas quando alguém se inclina com vontade
Em prol da comunidade
Jamais será marginal
Buscando um jeito de ajudar o pobre
Quem quiser cobrar que cobre
Pra mim isto é muito legal

Eu vi o Morro do Juramento, triste e chorando de dor
Se o senhor presenciasse, chorava também, doutor
Eu vi todo juramento, triste e chorando de dor
Se o senhor presenciasse, chorava também, doutor

Ah, meu bom juiz
Não bata este martelo, nem dê a sentença
Antes de ouvir o que o meu samba diz
Pois este homem não é tão ruim quanto o senhor pensa

Submit Translation Add to playlist Size Tab Print Correct
Written by: Beto Sem Braço / Serginho Meriti. Isn't this right? Let us know.
Sent by Leonardo. Subtitled by Maria. Revised by 3 people . Did you see an error? Send us your revision.