views 22

O anti-herói

Cacofônicos


Eles dizem algo por aí
E um rapaz fica impedido de usar
Sua alegria até o fim

Pois decidem qual a hora de sorrir
É que vários tomam conta de alguém
Que não percebe não viver
Mas sente a dor em si

Olha lá de novo, se metendo em confusão
Segue a linha filho! ou então...
Mas não é ele quem controla
Sempre nele é que recai
E todos seguem escondendo o caminho
O que lhe resta é ir atrás

Veja hoje
Acredite nele existe um bom rapaz
E sempre houve
Assombrado em seu quarto disse: mas
Espere um pouco
Só agora é que percebo
Não fui eu quem escreveu essa história
Em que atuo o anti-herói

Em que não recebo glórias
Em que a vaia me destrói
Então assumo a folha em branco
A caneta e a intenção
Agora assino como autor
Daqui pra frente escrevo eu!

Submit Translation Add to playlist Size Tab Print Correct