Refrão

Eu também um dia fui uma brasa
E acendi muita lenha no fogão
E hoje o que é que eu sou?
Quem sabe de mim é o meu violão
Mas lembre que o rádio que hoje toca
Iê - iê - iê o dia inteiro
Tocava "saudosa maloca"

Eu gosto dos meninos
Desses "tar" de iê - iê - iê
Porque com eles, cantam a voz do povo
E eu, que já fui uma brasa,
Se assoprarem posso acender de novo

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct