O Boombap Não Morre

Cesar MC


Ah, é, esses dias me perguntaram o que eu acho
Das novas ramificações da música rap
Eu falei que eu amo todas elas
Quando na sua essência se mantêm fiéis
Ao que chamamos de cultura hip-hop, certo
Mas antes de qualquer coisa
Eu preciso dizer que o boombap não morre

Não adianta, não morre
Não morre, não morre, hahaha
Yeah, yeah, ahn, aham, yeah

Então bota a mão pro alto
De qualquer forma, isso é um assalto
Roubando a cena sem pena
Sem algema, eu fiz meu ato

Eu pus na ponta da caneta
A treta que não pôs no palco
O sonho tava na gavеtá
Eu fui buscar ele no asfalto

Hojе a coisa tá preta, elegância e etiqueta
Somos a farpa no ego de quem nos quer na sarjeta
Eu tô naquela correria de tentar salvar o planeta
Mal-humorado, mas bem-intencionado igual Vegeta

A cena de um ás e um rei
A mesa tinha uma dama, dez e um valete
Eu olhei nos olhos dela e blefei
E patenteei essa jogada de virar no rap

Sem tempo pra disputa de quem é mais gangsta
De onde eu vim, quem tava ali
No fundo, nem queria estar
Sonhava com o bem-estar, viver do Brainstorm
E ser livre pra sonhar sem balas enquanto dorme

Nem me peça pra fazer se for pra ser pela metade
Na medida do impossível, o rap é possibilidade
Entrei no campo igual Gaúcho, magia na caneta
Justo na cena que mais ignora gol de letra

Somos cool roll, sim, de Campbell
A revolta de Rosa Parks e King floresceu
Quem chamava de macaco, ha, hoje temeu
Meu nome é Cesar, então corra
Que esse planeta é meu

Não morre, não, não morre, não
Não importa o que eles digam
Ele não morre, não
A tendência não nos define
Não importa se o jogo vire

Que essa essência nunca termine
Ele não morre, não
Não morre, não, não morre, não
Não importa o que eles digam
Ele não morre, não

A tendência não nos define
Não importa se o jogo vire
Que essa essência nunca termine
Ele não morre, não, não, não

O boombap não morre, o boombap não morre
O boombap não morre, o boombap não morre
O boombap não morre, o boombap não morre
O boombap não morre, o boombap não morre

Todo mundo cozinha hit
A cena é pique MasterChef
Eu mantenho meu apetite
No pique Grand Master Flash

Pôr sentimento no beat
É o risco de não ter cash
Mas meu som já nasceu do risco
Eu me sinto tipo um scratch

Olhar do povo denuncia
Que esse rodeio não presta
Eu sou o protagonista
Que sonha em acabar com a festa

Era da apropriação, o hype é quase um abuso
Nossa cultura no topo e nós ainda é intruso

Essas tretinha de rap só me cansa
Parece Peppa Pig
Conteúdo só pra distrair criança
A Patrulha Canina é tão mansa, haha
Late e late na internet
Mas no fim, ninguém avança

Empreender a partir do nada
É a arte que a rua ensina
Investi tudo o que eu tinha
O que eu tinha era só uma rima

Eu sou o trader da quebrada
Fiz ação subir na esquina
E sem dinheiro do papai
Eu te faço arrastar pra cima

Dez anos mais à frente do que imagina
Se a chapa é quente, eu sou bem mais
O flow é magma
Então põe 0-2-7 na página
Que eu vim igual CR7, uma máquina
(Uma besta enjaulada)

O boombap não morre, não, não morre, não
Não importa o que eles digam
Ele não morre, não

A tendência não nos define
Não importa se o jogo vire
Que essa essência nunca termine
Ele não morre, não
Não morre, não, não morre, não

Não importa o que eles digam
Ele não morre, não
A tendência não nos define
Não importa se o jogo vire
Que essa essência nunca termine
Ele não morre, não, não, não

O boombap não morre, o boombap não morre
O boombap não morre, o boombap não morre

Submit Translation Add to playlist Size Tab Print Correct