Eu Precisava Voltar Com a Folhinha

Cesar MC


É, antes de ir pra próxima fase
Eu precisava voltar aqui

Eu juro que ainda vou tocar o céu
Não era só mais um pedaço de papel
Eu precisava voltar com a folhinha
A minha vida naquela folhinha

Eu juro que ainda vou tocar o céu
Não era só mais um pedaço de papel
Eu precisava voltar (voltar), voltar

Eu era só mais um pivete
Rodando o mundo igual qualquer pivete
Em cima de uma bike, me sentindo numa Hornet
E sem grana, sem fama, sem plateia, sem Snap
Com aquele bonézin' que hoje é fama na internet
Que era o que meu pai usava pra catar garrafa PET
E eu usei pra dar um rolê ali pela Praça do SESC
Me arrisquei numa batalha que tinha uns três moleque
Eu amassei meus oponentes igualzinho as garrafa PET

Foi ali que tudo começou
Foi ali que meu mundo girou
Eu nem sabia o que era rap, eu tava ali perdido
Mas algo me dizia que aquilo tinha algo a ver comigo
Quem nunca teve medo de largar tudo e partir?
No meio do oceano ver o barco naufragar
O risco do fracasso é o preço que eu escolhi
Pois o preço de nunca ir eu não podia suportar

Alguns pesadelos ficam quando meus olhos se abrem
Por isso eu nunca deixo que os meu sonhos se calem
Folhas em cima da lage, escrevendo o enredo
Sem essa de cedo ou tarde, era tarde pra ter medo
Fui com a mochila nas costas sem saber o quanto custa
A fé foi minha aposta e toda aposta às vezes frustra
A direção oposta até hoje me assusta
É que eu queria uma resposta
E minha resposta foi a busca

Eu juro que ainda vou tocar o céu
Não era só mais um pedaço de papel
Eu precisava voltar com a folhinha
A minha vida naquela folhinha

Eu juro que ainda vou tocar o céu
Não era só mais um pedaço de papel
Eu precisava voltar (voltar), voltar

Yeah
Deixei pegadas no asfalto até a praça virar palco
Nasci no alto do morro, então não posso sonhar baixo
Ainda tô naquela de ser
Exatamente aquilo que eu já sonhei quando crescer
Era só um menino lá, o Sol veio pra iluminar
Deus fez o meu ponto final ser somente uma vírgula
Pus o sonho num carretel
Descarreguei tudo o que eu tinha
Nunca vai tocar o céu quem tiver medo de dar linha

Então voei
Mas quantas vezes me vi caído
E foi na queda que enxerguei que o vento pode ser amigo
Ainda carrego aquela ideia que deixei nas batida
Não há nada mais motivador do que não ter saída
Sim, e Do Morro do Quadro Pro Mundo
É o verso que me fez poeta
Lembrei disso em Paris e quase me senti profeta
Acredita, segue a meta
Permita que a fé consuma
Escutei minhas referência, eu trabalho pra virar uma

Eu juro que ainda vou tocar o céu
Não era só mais um pedaço de papel
Eu precisava voltar com a folhinha
A minha vida naquela folhinha

Eu juro que ainda vou tocar o céu
Não era só mais um pedaço de papel
Eu precisava voltar (voltar), voltar

Submit Translation Add to playlist Size Tab Print Correct