Ginga, maluca iá-iá, que o nosso dia chegou
Sinhô vai ter que engolir o som do nosso tambor
Ginga, maluca, encanta e canta numa só voz
A gente é foda, parabéns pra todos nós!

Olha quem voltou
Quem sempre volta e há dez anos faz a festa
Na fresta do tempo, tempo fechou
Se o tempo fecha, nosso bloco manifesta
Os sonhos que costuram a fantasia
De que um dia chegue o dia de tornar realidade
As coisas da vida que a esquerda disputa
A gente transforma o luto em luta
Cuidado, Jesus morreu do nosso lado!
Tire o seu fascismo do caminho
Nem um passo atrás, ô abre alas
Não vamos voltar pros armários, fogões e senzalas!

Eu sou Comuna, eu sou!
Ninguém vai me calar
Sou resistência, sou cultura popular
Somos os campos, centros, guetos e favelas
Zumbis, Dandaras, Marielles, Marighellas

Seu moço, seu caso é descaso
Por ódio que gera revolta e dor
Seu moço, seu riso é atraso
Meu grito é forjado no amor
Respeita nossa história
Ser comunista é a nossa decisão
Seu circo tá armado, e nós na mão
Na mão um do outro hasta la revolução

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct
Written by: Arthurito / Belle Lopes / Bil-Rait “Buchecha” / Bruna Távora / Carol Soares / Filipe Boechat / Havana da Chuquin / Hildebrando Saraiva / Luiz Guilherme “LG” / Marina Castro / Raquel Fragoso / Rian Rodrigues / Valentina Sofia · This isn't the songwriter? Let us know.
Sent by João
Did you see an error in the lyrics? Send us your correction.