Vivo cearensemente de leste a oeste fortalecido
Nas ruas estreitas da gente
Nascido, criado e crescido
Num centro de gritos ferreirizantes, fui um alencar entre os josés
Passei entre o público forte da calçada da nossa mãe sé

Sou um cearenseado correntemente fortalezado
Nascido e criado fortalezense, amigo do meu ceará amado
Conheço tuas praças e tuas esquina, praia de iracema ou beira-mar
Do benfica à aldeota, ou montese, viola na ponte ao luar

Sou jangurussu, messejana e parangaba, sou antonio, sou bezerra
Sou praiano, canoa, jeri e pecém
Sou maracatu cearense, bossa nova, sou ciranda, afoxé
Sou serrano, viçosa, ipú e guará

Vivo cearensemente de leste a oeste fortalecido
Nas ruas estreitas da gente
Nascido, criado e crescido
Num centro de gritos ferreirizantes, fui um alencar entre os josés
Passei entre o público forte da calçada da nossa mãe sé

Sou um cearenseado correntemente fortalezado
Nascido e criado fortalezense, amigo do meu ceará amado
Conheço tuas praças e tuas esquina, praia de iracema ou beira-mar
Do benfica à aldeota, ou montese, viola na ponte ao luar

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct