Rio Beira Mar

Di Mostacatto


a noite tinge de vermelho a zona urbana
o medo veste a raça humana
nos lares e apartamentos, grades sólidas
proteção e cárcere
proteção e cárcere

pessoas presas frente à tela da tv
com medo dessa violência
atiude consequente
do descaso do porder inconsequente

e eu com essa vontade de viver
eu quero um carro forte que me transporte
e muita sorte pra sobreviver

falta rumo na sociedade
falta prumo na humanidade
aquele que ta preso dita as ordens
confusão e panico
confusão e panico

a gente tá co medo e fica cegas
quem será o mocinho ou o ladrão
se o malandro dita as regras
quem será que devia estar na prisão

e eu com essa vontade de viver
eu quero um carro forte que me transporte
e muita sorte pra sobreviver

Marcelle Martynelli Caçanges

Submit Translation Add to playlist Size Tab Print Correct