E depois de tanto tempo eu insisto
em rever seus desenhos rabiscados à nanquim sobre nós dois.

Era fim de ano, estava cheio de planos.
Deixar a cidade e viajar.
Larguei o emprego, parei com os estudos,
eu nem pensava em me formar

E contra o tempo eu corri, ingênuo.
Achando que podia ganhar.
No meio desse movimento encontrei um motivo pra parar.

Era um olhar dentro do meu...

Agora não há como mudar
o que já foi escrito não dá pra apagar
Agora não há como voltar
E mesmo que houvesse, preferia ficar.

Era fim de ano estava cheia de planos
Fotografia e desenhar.
Nunca teve um namorado, só um coração quebrado
e não pensava em se casar

E nesse tempo em que corria à procura
de respostas para se afirmar
prendeu o ar por um momento e achou outro motivo para respirar

Era meu olhar dentro do teu...

Agora não há como mudar
o que já foi escrito não dá pra apagar
Agora não há como voltar
E mesmo que houvesse, preferia ficar.

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct