Preste atenção
Que a correnteza arrasta
Mantenha os pés no chão
Que a água sobe bem depressa

As ondas quebram em volta
Explodirão
Os ventos castigantes
Vão, vem e vão
A noite é fria e longa
Desolação
A luz é pouca e cinza
Preste atenção

Redemoinhos internos
A vida e seus invernos
O mar revolto arrasa
Mas logo a correnteza passa

As ondas perdem as forças
Se acalmarão
Os ventos enfraquecem
Brisas virão
E os pés derivam em novos rumos
Rente a beira mar
O sol nascente encandeia
Ilumina

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct