Eu Sou do Meio

Gilberto e Gilmar

vistas 1

Eu sou peão, eu sou do meio
Aonde tem rodeio, eu chego lá
Um campeão não tem receio
E eu não tenho medo de montar

Depois que terminar a montaria
Quero amanhecer o dia nos braços de uma mulher
Hoje eu não vou marcar bobeira
Afinal é sexta-feira, vou cair no arrasta-pé
Vou passar a noite na gandaia
Quero um rabo-de-saia pra fugir da solidão
Enquanto o sanfoneiro puxa o fole
Se a morena me der mole, eu entro no seu coração
Enquanto o sanfoneiro puxa o fole
Se a loirinha me der mole, eu entro no seu coração

Vou tomar um porre de cerveja
Ouvindo moda sertaneja nesse baile de cowboy
Se eu ficar de fogo, não importa
Hoje eu vou fechar a porta pro amor que ainda me dói
Quero atravessar a madrugada
Uma nova namorada pra curar essa paixão
Enquanto o sanfoneiro puxa o fole
Se a morena me der mole, eu entro no seu coração
Enquanto o sanfoneiro puxa o fole
Se a loirinha me der mole, eu entro no seu coração