Saudades de Maçu, o menestrel
O primeiro mestre-sala, na primeira
A lenda do samba hoje baila no céu
Para sempre
Mangueira!

Ê menino! Pisei forte no gongá
Orgulho eu forjei nesse lugar
Vencendo a falsa liberdade
Subi o Morro de Mangueira
Vi, na Favela, alegria
Carnaval!
Com Cartola e Cachaça
Arengueiros eu fundei
Fui, do estandarte, guardião
Na folia eu reinei!

Sonhei em verde e rosa
Com a primeira estação

Eu, mestre-sala das favelas
Entre becos e vielas, navalha na mão
Com postura e beleza
Verdadeira realeza
Cortejando o pavilhão
Ó, tempo!
Testemunhei toda a história
Das páginas repletas de vitórias
No Palácio do Samba!
Plantei em meu celeiro
Semente de sublime inspiração
Em minha memória
Canta Primeira Estação!

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct