Cenáculo de fogo, recinto de glória
Ambiente gostoso, lugar de vitória
Quem entra no fogo se envolve na glória, se
Empolga no gozo e esquece lá fora

É glória que sobe, é glória que desce
O quente se explode, quem está frio se aquece
É fogo do alto que queima pecado
Fogo diferente, desperta o dormente
E deixa o crente purificado

Como foi nos dias em Jerusalém
Estavam reunidos os crentes também
Cantavam louvores, oravam a Deus
Um testemunhava, outros diziam amém

Quando de repente um vento soprou
Até o alicerce da casa abalou
Então foram vistas pairando entre povo
Línguas repartidas em chama de fogo

A glória subia e o fogo descia
E os irmãos choravam de tanta alegria
Mulheres e homens viraram meninos
Em línguas estranhas entoavam hinos
Sentindo o gozo do poder divino

É glória que sobe, é glória que desce
O quente se explode, quem está frio se aquece
É fogo do alto que queima pecado
Fogo diferente, desperta o dormente
E deixa o crente purificado

Como foi nos dias em Jerusalém
Está acontecendo hoje aqui também
O Espírito Santo operando está
Eu posso sentir aqui neste lugar

Labaredas de fogo daqui do altar
No meio da igreja posso contemplar
O poder de Deus invadir o lugar
Se quer receber é só glorificar

O anjo desceu suas lágrimas colheu
Entregou ao pai, o pai recebeu
Se alegra irmão chegou sua hora
Com os olhos da fé contemple agora
O anjo trazendo a sua vitória

É glória que sobe, é glória que desce
O quente se explode, quem está frio se aquece
É fogo do alto que queima pecado
Fogo diferente, desperta o dormente
E deixa o crente purificado

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct
Written by: João Batista Silverio Do Nascimento. Isn't this right? Let us know.