A cidade perturbada
Fria, morta e fálica
Com seu véu de pó e fumaça
A felicidade nunca chega
Sempre está por vir
Persegue-se a vida inteira

Parece que tudo é tão distante
Longe daqui, Longe de mim
Parece que tudo é tão distante
Longe, longe

A fé louca e cega
Da multidão desgovernada
Mas há quem não crê em nada
Nas carcaças de concreto
O passado deixa marcas
Há coisas que nem o tempo apaga

Parece que tudo é tão distante
Longe daqui, Longe de mim
Parece que tudo é tão distante
Longe, longe

Escritórios, ruas e fábricas
Onde a vida se desfaz
Pedaços de gente e máquinas
Desperto sobre os escombros
Do dia anterior
A razão se esconde atrás do horizonte

Parece que tudo é tão distante
Longe daqui, Longe de mim
Parece que tudo é tão distante
Longe, longe

Longe

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct