A voz do morro grita
Grita de medo,
Grita de raiva,
Grita de ódio,
Grita de mágoa,
Faz o grito gritar na valsa
É um grito de liberdade.

A voz do morro canta,
Canta o amor,
Canta a cachaça,
Canta alegria,
Canta a arruaça
De quem trabalha duro de sol a sol
De sol a sol.

A voz do morro, a voz do morro
Não se cala
A voz do morro não se cala
Não se cala.

A voz do morro fala,
Fala de pobreza,
Fala de esperança,
Fala de xingada,
Fala de carinho,
Fala bem mansinho ao pé do ouvido
Ao pé do ouvido

A voz do morro manda,
Mandou dizer,
Mandou avisar,
Mandou você se ligar
Que tudo que some um dia aparece.
Que tudo que um dia um dia aparece.

Se liga malandro
Se liga, se liga.

A voz do morro não se cala,
Nem se abala, não se abala,
Não treme, não se resguarda
Abre agora o caminho fechado
Pra sua ascensão pra social.
Abre agora o caminho fechado
Pra sua ascensão pra social.
Abre agora o caminho fechado.

A voz do morro, a voz do morro não se cala
Depois do carnaval.
A voz do morro, a voz do morro não se cala
Depois do carnaval.
Não!

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct