Nas calçadas pisadas
de minha alma
passadas de loucos estalam
cranios de frases asperas
onde forcas
esganam cidades
e em nos de nuvens coagulam
pescoços de torres obliquas so
soluçando eu avanço por vias que se encruzilham
a vista de crucifixos
policias
policios
vicios
fixam
ilham so
eu

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct