A dor de dentes quebrados
O frio sorriso estático
No rosto ainda marcado
Por violência e paixão
Ossos aos pedaços
E o corpo caído no chão
O medo estampado
Por violência e paixão
Por violência e paixão

Não há como perdoar, não há, não há
Não há como esquecer, não há, não há

A polícia em sua porta
Algemas em suas mãos
Perguntas sem respostas
E aquele sangue no chão
Não dá pra voltar atrás
Não há pra explicar
Um crime motivado

Por violência e paixão
Por violência e paixão
Por violência e paixão
Por violência e paixão

Violência e paixão
Violência e paixão
Violência e paixão
Violência e paixão

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct