Tenho medo de gostar, dessa mulher
Temos vidas diferentes demais
Ela mora em São Paulo, capital
E eu aqui nesses fundão de Minas Gerais

Ela quer me levar embora
Levar eu e a viola pra morar com ela
Mas se ela quiser me amar
Vai ter que vir morar aqui nessa tapera

Ela não vai querer morar no mato
Sentir o cheiro do paieiro
Vai implicar com a viola
Quando eu tocar uns Tião Carreiro

Nós dois não vai dar certo nunca
Eu gosto de cavalo e mato
Ela só curte shopping e praia
Nunca pegou um carrapato

Não vai querer comprar farinha
Lá na vendinha do Zuera
Rezar comigo na capela
Tomar banho de cachoeira

Nós somos como o sol e a lua
Somos como açúcar e sal
Ela é moderna, é patricinha
E eu sou bruto e capiau

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct