A Tua presença me atrai meu Rei
A Tua unção me faz te desejar
Tua santidade me faz querer ser santo só para agradar o teu ser
O Teu braço forte me faz descansar
O Teu olhar firme vem me tranqüilizar
Tua majestade me faz te admirar
Pois sendo um Rei aceitas-te um plebeu
Eu que estava assentado à porta do palácio
Tinha os pés feridos e entregue aos laços
Tão distante da Tua glória quanto a lua está do sol
Eu que estava assentado à beira de uma estrada
Para o meu fim não, não faltava nada
Que surpresa quando o Rei fez-se amigo do plebeu

Me levou contigo ao palácio real
Me deu novas vestes e um anel sem igual
Te assenta a minha mesa, foi o que eu ouvi
Comi do banquete que o próprio rei fez pra mim
E quanto mais tempo eu passo com o meu rei
Mais fascinado por Ele fico eu sei
Sei que os nobres com os nobres estão, mas este nobre Rei me amou de coração
E eu não tenho explicação, mas eterna gratidão
Pois o Rei fez-se amigo do plebeu.

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct