Valsa Das Paixões

Marco Rodrigues

vistas 787

Não sei se me dás o prazer desta dança
Não sei se me sinto mais velho ou criança
Não tenho par mas nos teus olhos
Percebo um convite para eu avançar

Por entre o som da minha voz e da tua
A valsa sai seguindo rua após rua
Eu rodo no ar
E sinto me um rei
A dançar como jamais dancei

Dançam as paixões
Dança o tempo
Dançam as canções
Dança o vento.
Dançar é chamar corpo ao pensamento.

É ir atrás do mar quando o mar vem atrás de nós.
Dançam corações sem abrigo
Mas só tu danças comigo

A lua vai fazer-te uma serenata
E tu vais descobrir a palavra exacta
O prazer:
A melodia
Que dentro de mim já começa a nascer
A roupa que deixo no chão do quarto
Os beijos gratos que contigo reparto
A noite, o luar
O sol da manhã
E lá fora uma valsa a tocar