vistas 39

Porto, é Lisboa ou Salvador
Lindo, é cidade ou é amor
Tento, documento, número
Morto, tá na foto onde eu tô

Quem nasceu no centro
Quem no fim do mundo
Quem te amou

O teu corpo é o carimbo
Passaporte, passa morte
Olha, um barco cheio que virou

Tava perto, quase lá
Quase pus meus pés na areia

Passa, São José do Rio Preto
Pássaro, muro branco, elétrico
Caça, cobre o corpo com areia
Cheira, cão perdido na fronteira

Todo dia, todo dia
Um novo dia vem, raiou
Olha a luz, é um globo só
Um só mar, um sol, um ai, um dó
Um verso novo que rimou

Em Lisboa ou Salvador
Quase pus meus pés na areia