Meu pai um dia pensei em não ser capaz
Dei alegria para os meus rivais
Que o mundo pisaram em minhas costas
Tristeza foi embora pra não voltar mais

Invejoso de lei sempre cai
Mente forte ligeira e sagaz
E o mundo rápido capota cê faz sua cota senão ninguém faz
Só não vai pra não voltar mais
Ouve o conselho dos seus pais
Que eles ora pede implora
Pra Deus conceder muita paz

Humildade e daí pra mais na luta seja eficaz
Dias de lutas dias de glórias
Na vitória tu seja voraz
Dias de lutas de glórias
Na vitória tu seja voraz
De lutas de glórias vitórias

A favela venceu mas só que pra muitos favela não vence
Se você pisar lá ainda vai tá tudo como antigamente
O chão ainda é de barro quando chove pinga no telhado
Mulecada correndo descalço continua o menino salário

A favela venceu mas só que pra muitos favela não vence
Se você pisar lá ainda vai tá tudo como antigamente
O chão ainda é de barro quando chove pinga no telhado
Mulecada correndo descalço continua o menino salário

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct