Mãos vêm e vão
Tocando a margem do infinito
Do rio
E o vão entre a palavra
Que sente ser olhada
Em vão se descuida
Mergulha, mergulha, mergulha

Todo o romance
Que era pouco diluído
No abismo se tornou
Fez do final desequilíbrio

Marcado suspiro,
Suspense sustentado
Que escrito ao Agrado
De um Pedro exaltado

Todo o romance
Que era pouco diluído
No abismo se tornou
Fez do final desinibido

Tinha tido
Tornou tudo aquilo
Que era pouco muito
Juntara as águas
Palavras molhadas
Encharcadas
De suor e lágrimas

Todo o romance
Que era pouco diluído
No abismo se tornou
Fez do final desequilíbrio

Todo o romance
Que era pouco diluído
No abismo se tornou
Fez do final desinibido

Submit Translation Add to playlist Size Tab Print Correct