Ramos secos
Futuro imperfeito
Quero saber
O que escondes de mim
Todas as letras incapazes
De explicar ou entender
Onde se está

Cidades invisíveis
Todos em contradição
Cidades Invisíveis
A flecha e o coração

Quem sabe
Verá o universo
Esquecido na rua
Entre olhares
Perdido nos lares
Desejo qualquer
Mesmo vulgar
É desejo
É espelho
É Reflexo
É o medo de ser

Cidades invisíveis...

Submit Translation Add to playlist Size Tab Print Correct