Photo of the artist Olhos de Sofia

Quando a Última Vela Apagar

Olhos de Sofia


Aqui estou eu pra te dar o maldito perdão
Minhas costas marcadas já doem demais
Os meus lábios vermelhos cuspiram ao ar
Ruínas de tempos que não voltarão

Não há mais nada a mudar
Então leve a noiva à última dança
E veja quão linda ela está

Eu me engasgo ao escutar
E nega o que pude ver em teus pulsos
Alega que a insanidade me dói (me dói)
E nega o que pude ver em teus prantos (falsos
Prantos)
Me arrependo das vezes que chorei... ao te ver chorar

Saiba que o presente...
É o passado que escorre em minhas mãos (em minhas
mãos)
Saiba que essa canção tocará...
Em teu velório quando a última vela apagar...

Eu te ouço partir através da porta aberta
Que a chave você já não tem mais
É o que mereço por não escutar..
A historia apenas se repete

Os meus lábios vermelhos cuspiram ao ar
Ruínas de tempos que não voltarão

Não há mais nada a mudar
Então leve a noiva à última dança
E veja quão linda ela está

Eu me engasgo ao escutar
E nega o que pude ver em teus pulsos
Alega que a insanidade me dói (me dói)
E nega o que pude ver em teus prantos (falsos
prantos)
Me arrependo das vezes que chorei... ao te ver chorar

Saiba que o presente...
É o passado que escorre em minhas mãos (em minhas
mãos)
Saiba que essa canção tocará...
Em teu velório quando a última vela apagar

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct