Tudo que eu sei que sei que não sei, um dia quero saber
Como um lavrador nisei eu plantei, agora quero colher
Rebenta a filha que fiz outro dia ao anoitecer
Antes insônia, agora "Antônia" vem nos conhecer.

Tava dormindo esperando a hora de você chegar
Me levantei, mesmo assim continuo à esperar
Mas aprendi reduzir caminho e não atalhar
E consegui ir mais longe sem me levantar.

Cordão de estrelas que liga o universo do verso sempre a rimar
Constelação, cruzeiro, rainha da selva, da Cléo, do mar
Luar que encosta nas costas beirando as poças rosas do mar
Faísca, arisca, que risca o meu céu, avisando que vai chegar.

Tava voando esperando a hora de aterrisar
Na melodia que o vento fem em mim vibrar
Meu pensamento voou tão alto que não quis voltar
Você chegou me fez sorrir, me fez chorar.

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct