Manso...
Esse cara é muito manso
Quem olha nao pensa que ele é tanto
Tem uma cara de bundão, mas ele é manso

Chega na festa com cara de joao-sem-braço
Procurando a "pobrezinha"
Bala na agulha, saliva no ponto certo
E aquele lero vai rolando

Cuidado, moça, não se engane com esse papo
De quem quem dis que não quer nada
Olhar de besta, conversa no pé-do-ouvido
Quando ve ja ta entrando

Inventa um papo de que não sabe dançar
E pede à moça que lhe ensine
Se der a brecha ele começa a amaciar
A menina de norte a sul

Se voce vir ele quietinho nao se iludda
Ele só pode estar amando
Finge que ta morto, quer traçar o...
(voce já sabe) do urubu

Quando ele canta todo mundo tapa o ouvido
Faz careta e vai saindo (é um desastre)
Quando ele dança, imagine um pelicano de pescoço destroncado

É um mistério, mas o certo é que esse cara
Nunca finge ser um broto
O galinheiro sempre cheio,
Mas nao muda aquela cara de coitado

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct