Filho, faz um tempo que eu tento te fazer
Escutar a minha voz e conhecer
A verdade sobre a sua vida aqui

Eu não quero entrar à força no seu coração
Mas insisto em estender a minha mão
E até o fim eu não vou desistir

Tanta coisa errada falam sobre mim
Muitos não me conheceram bem assim
Mas quero gentilmente me apresentar

Onde existiam trevas, eu brilhei
No abismo escuro, eu te enxerguei
Com meu próprio sangue conquistei
O seu futuro em mim

E eu venci e a morte resisti
Eu te redimi, eu te redimi
E eu venci, de você não desisti
Eu estou aqui, vem e siga-me

Filho, não se ache indigno de se aproximar
Não me entreguei na cruz pra condenar
Mas pra te dar esperança pra viver

Perdoe, os que disseram que eu não te quero bem
Sua vida é preciosa em mim também
Filho, eu estou cuidando de você

Não importa o quão longe você está
Quanto a sua identidade quis mudar
Eu conheço a alma que eu mesmo criei

Tudo que passou, passou, e agora eu
Te aceito como filho amado eu
Nada, nem ninguém, jamais, separará você de mim

E eu venci e a morte resisti
Eu te redimi, eu te redimi
E eu venci, de você não desisti
Eu estou aqui, vem e siga-me

Antes do princípio, eu já estava
Filho meu, ali eu já te amava
E a sua história eu mesmo escrevi

Deixe para trás o seu passado
Corra pra meus braços, perdoado
Venha descansar e encontrar
Sentido em existir

E eu venci e a morte resisti
Eu te redimi, eu te redimi
E eu venci, de você não desisti
Eu estou aqui, vem e siga-me

Filho, eis que eu estou a porta a bater
Não demore tanto pra me atender
Vem e siga-me

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct