Você não vale nada
Mais vale o carinho de um cão

Não acredito mais em nada
Não aprendi como devia
Quando evoquei tua lembrança
Louco fui e assumi
A realidade de uma história
Ao cativar desilusão

O disco gira
O som se agita
A "doce vita"
Um palavrão

Notei o teu olhar
Mas o samba eu não sabia
E aquilo que eu devia
Eu não decorei
Bebo pra escrever
Poesias que você não lê
Num estacionamento qualquer
Da cidade.

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct