Num dia quente de verão
Eu te deixei ali sentado, sozinho, sozinho
O que quero saber?
Se perguntei não entendi o que dizias, quando me olhavas
Por que não sei dizer o que acontecia ali?
Então me digas o que queres daqui

De pés no chão me encontro aqui, equivocado
Talvez o universo não possa ser explicado de forma textual, de forma consistente
São só palavras em minha mente
Eu processo tudo isso, vou andando devagar, paro e penso, não desisto
O que você me disse ontem, mexeu comigo
Viajando nas estrelas, já voltei com isso
Seu olhar eu carrego comigo, mas, dentro de mim eu sei que consigo
Pesadas lembranças e mais um sorriso, te vejo indo embora, por fora partindo
Escrevendo e perdendo, melhor aprendendo, não consigo ver o que está acontecendo
Vou continuar sozinho vivendo, mas

Vou te encontrar aonde o sol se esconde
Sem demora, além do horizonte

Num dia quente de verão
Eu te deixei ali sentado, sozinho, sozinho
O que quero saber?
Se perguntei não entendi o que dizias, quando me olhavas
Por que não sei dizer o que acontecia ali?
Então me digas o que queres daqui

Me deixa sem jeito de falar, fico aqui pensando se eu consigo não pensar em você
Quando anoitecer, eu não sei se eu vou conseguir prosseguir pro lugar que eu quero te levar
Com você todo dia, toda hora, esquece, deita comigo, que é só a chuva lá fora
Só fecha os olhos, escuta a prece
Enquanto muitos seguem só pelo dinheiro
Eu, sem você aqui, não consigo ficar inteiro
Independente de qualquer lugar, vale estarmos juntos
Você longe e eu aqui contando os segundos

Vou te encontrar aonde o sol se esconde
Sem demora, além do horizonte
Vamos agora, deitar sobre os montes
Pintar o céu, acender as estrelas
E lá no alto, vou desenhar pra você entender, o que sinto aqui dentro
Pulsando no peito
Me deixa sem jeito até de falar

Vou te encontrar
Vou te encontrar
Vou te encontrar

Vou te encontrar

Send Translation Add to playlist Size Tab Print Correct
Written by: Felipe Andfreola de Aguiar. Isn't this right? Let us know.